Debate “Tribunais de contas, esses ilustres desconhecidos”, a ser realizado no dia 18 de novembro, pretende também traçar um diagnóstico do Tribunal de Contas do Município de São Paulo.

Qual o papel e o compromisso dos tribunais de contas com a sociedade civil? Essa é uma das questões que permearão o debate “Tribunal de contas, esses ilustres desconhecidos”, a ser realizado no dia 18 de novembro, em São Paulo.

O evento pretende debater propostas para modernizar e tornar os tribunais de contas mais transparentes e acessíveis aos cidadãos, além de traçar um diagnóstico do Tribunal de Contas do Município de São Paulo (TCM-SP).

Aberto à participação da sociedade civil, o evento é promovido pela Rede Nossa São Paulo, Instituto Ethos e Curso de Graduação em Administração Pública da Fundação Getúlio Vargas (FGV-EAESP). O SINDILEX e o MCCE-SP – Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral apoiam a iniciativa.

Entre os debatedores previstos estão Maurício Faria, conselheiro do Tribunal de Contas do Município de São Paulo (TCM-SP), Cezar Miola, presidente do Tribunal de Contas do Rio Grande do Sul (TCE-RS), Diogo Roberto Ringenberg, presidente da Associação Nacional do Ministério Público de Contas (Ampcon), e Amauri Perusso, presidente da Federação Nacional das Entidades dos Servidores dos Tribunais de Contas do Brasil (Fenastc).

O presidente da Câmara Municipal de São Paulo, vereador José Américo, também está sendo convidado. A mediação do debate será de Marco Antonio Carvalho Teixeira, cientista político e vice-coordenador do curso de graduação em administração pública da FGV-SP.

Para participar do evento, favor confirmar presença com Andrea Magri: andrea@isps.org.br.

Serviço: Debate “Tribunais de contas, esses ilustres desconhecidos”
Data: Dia 18 de novembro de 2013 (segunda-feira)
Horário: das 9h00 às 12h30
Local: Auditório da Fundação Getúlio Vargas
Endereço: Avenida 9 de Julho, 2.029 – 4º andar – São Paulo.