O Sindicato dos Servidores da Câmara Municipal e do Tribunal de Contas do Município de São Paulo, entidade da sociedade civil suprapartidária, repudia qualquer comemoração ao Golpe de 1964 no Brasil, que quebrou a ordem democrática.

Repudiamos qualquer comemoração a uma data em que foi instituído um golpe de Estado que censurou, torturou, matou e oprimiu milhares de brasileiros. Nós, cidadãos, servidores do Poder Legislativo e militantes do movimento sindical, sabemos as consequências de um regime que não respeita a soberania popular e os direitos humanos.

Aproveitamos para parabenizar as instituições republicanas, como o Ministério Público Federal, que salientou a garantia dos poderes constitucionais ao recomendar a ausência de manifestação dos militares em atividades que atentem contra o princípio democrático.

Acreditamos que a data de 31 de março jamais deve ser esquecida. Que sua lembrança sirva para honrarmos a memória de todos os que foram calados, perseguidos, presos, torturados, mortos e expulsos de sua pátria por lutarem pela democracia. Não há o que comemorar.

Deixar um comentário.

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas tags HTML e atributos : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

limparEnviar